Ministério da Justiça vai liberar R$ 1 milhão para presídios do RS

Os recursos serão do Fundo Penitenciário Nacional

JPCN.Blog
Ministro da Justiça Ricardo Lewandowski Foto: Tom Costa / MJSP

O Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou que destinará R$ 1 milhão para auxiliar os presídios do Rio Grande do Sul afetados pelas fortes chuvas e enchentes recentes. O montante será disponibilizado em duas etapas por intermédio do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen).


A primeira parcela será destinada de forma emergencial para cobrir despesas imediatas. A segunda parte dos recursos será liberada por meio de convênios a serem celebrados, sem um montante total definido até o momento.


A pasta também se comprometeu a fornecer equipamentos essenciais, como computadores para monitoramento de presos, aparelhos celulares para acompanhamento de medidas penais alternativas, aparelhos de raio X para os presídios e mobiliário para reposição dos danos causados pelas enchentes.


Segundo a Secretaria de Sistemas Penal e Socioeducativo e a Polícia Penal do estado, todos os detentos estão assegurados com acesso à alimentação e água potável. Em alguns locais, o abastecimento está sendo feito por meio de caminhões-pipa.


SITUAÇÃO DOS PRESÍDIOS NO RS

Em Charqueadas, os presos transferidos devido às enchentes já retornaram à Penitenciária Estadual do Jacuí, que está operando com fornecimento regular de energia elétrica, após a redução do nível do Rio Jacuí.


A energia elétrica também foi restabelecida na unidade prisional de Rio Pardo, anteriormente prejudicada pelas chuvas. Já o Presídio Estadual de Arroio do Meio permanece isolado devido à destruição de pontes e à interdição das estradas, com acesso limitado por via aquática ou aérea.


A Penitenciária Modulada Estadual de Montenegro também permanece isolada, mas continua operando sem interrupções, segundo as autoridades.


Devido às inundações, foi necessária a transferência de 1.057 detentos da Penitenciária Estadual do Jacuí para a Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas.


*Pleno.news 

Postar um comentário

Obrigado por comentar!

Postagem Anterior Próxima Postagem

Você pode gostar!

Comente com o Facebook!

Compartilhar: