Oposição se manifesta sobre o “gabinete da ousadia” do PT

Ministro da Secom pode ser convocado para explicar a ação com influenciadores

JPCN.Blog
Kim Kataguiri, Damares Alves e Eduardo Girão Fotos: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados| Geraldo Magela |Pedro França/ Agência Senado

Parlamentares da oposição se posicionaram sobre a existência do “gabinete da ousadia”, que seria um grupo que define os assuntos que serão levados para as redes sociais e que serão ampliados pelos influenciadores governistas. Eles também estão dispostos a convidar o ministro interino da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, Laércio Portela, para se manifestar sobre isso


Revelado pelo jornal O Estado de São Paulo, o “gabinete da ousadia” tem reuniões diárias com a participação de assessores da Secom, do PT nacional e dos gabinetes das lideranças do partido do presidente Lula na Câmara e no Senado.


Um dos parlamentares disposto a entender a existência deste grupo é o deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil-SP) que já se posicionou sobre o caso em suas redes sociais.


– Vamos convocar o Ministro Laércio Portela, da Secom, para explicar na Câmara o gabinete do ódio petista. O Brasil precisa saber quem são os alvos dos petistas e quem são os influenciadores que participam do esquema – disse o deputado no X.


O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) também se pronunciou sobre o caso:


– Em pouco tempo o orçamento secreto virou emendas de relator, o gabinete do ódio se transformou em gabinete da ousadia, invasão e depredação agora é luta por direitos e rachadinha não é mais tão revoltante assim. Mas o que preocupa mesmo é o avanço da “extrema direita”.


A senadora Damares Alves (Republicanos-DF) também se pronunciou, questionando a falta de uma posição da Polícia Federal para incluir o gabinete do ódio petista no inquérito das fake news.


– Será que a PF pediu a prorrogação dos inquéritos de fake news e milícias digitais para investigar Mynd8 e esse gabinete da ousadia? Será? Comentem.


O senador Eduardo Girão (Novo-CE) criticou a imprensa pela forma como apelidou o gabinete do ódio petista. Para ele, “gabinete da ousadia” é um “malabarismo” linguístico.


– O MALABARISMO DA MÍDIA QDO É O PT: Gabinete do ódio vira “gabinete da ousadia”. Ditadura vira “democracia relativa”. Orçamento secreto vira “emendas de ralador” ou “de comissão”. Acabar vira “descontinuar” (programa Escola Cívico-Militar)… Parem com essa hipocrisia! Já deu! Paz & Bem.

JPCN.Blog

JPCN.Blog

JPCN.Blog

JPCN.Blog

Fotos: Reprodução: X

*Pleno.news 

Comente com o Facebook!